segunda-feira, 10 de novembro de 2008

O desbotar do mundo cor-de-rosa.

O mundo cor-de-rosa se olha no espelho
e o espelho lhe diz:o rosa está desbotando...
Parece que a chuva foi muito forte, ou então , a roupa foi lavada inadequadamente, isso não importa mais.O Rosa está desbotando, e não há como evitar.
Ou será que há?
Será possível que aquele rosa que tanto nos encantava, que tanto nos fazia sonhar,agora palidamente irreconhecível, nunca mais será como antes?
Ou só agora pudemos perceber que a nitidez q víamos aquela cor, a certeza que aquilo era realmente rosa, não passava de um delírio coletivo?
Há como revitalizá-lo?
Há formas de evitar,ao menos. que ocorra sua total despigmentação?
Alguns dizem "Sim! é possível recuperar e intensificar a coloração original"
Muitos dizem "Não,o desbotar é um processo irreversível e de velocidade crescente,caminhamos inevitavelmente para o seu completo empalidecimento"
Talvez pensar nisso não seja a solução...
Quem sabe não seria melhor esperar o rosa desbotar por completo, pra que possamos, todos juntos ,repintar o mundo de outra cor?
Cor essa que todos possam ver, todos possam sentir, e , principalmente, seja o resultado da escolha de todos.
E assim, quem sabe acharemos uma tonalidade universal, talvez com tonalidade não tão intensa, de forma que as vezes, nem nós mesmos saberíamos que cor seria.
Mas que, em todas as ocasiões que olhássemos e sentíssemos o mundo a nossa volta, pudéssemos ter a certeza ao dizer "este é o nosso mundo".