sábado, 2 de fevereiro de 2008

Daniel Marchesi

Um post cujo título é meu nome... o que pode significar isso?um post pessoal.. um resumo auto-biográfico?Pior é que quando comecei a escrever ,não tinha idéia do que ia escrever.. e agora estou mais sem assunto que nunca... poderia simplesmente não postar nada, como fiz inúmeras
Ocasiões que não conseguia escrever algo interessante..mas dessa vez, estou me convencendo de que minha falta de assunto pode render uma boa postagem...talvez eu use dessa vez o blog pra exteriorizar tudo que nunca tive coragem de dizer... revelar a parte de mim que poucos conhecem.. e outra parte que nem eu mesmo conheço bem...O que sei é que por toda minha vida eu tive medo de me exteriorizar.. tive muito medo das pessoas nunca aceitarem quem sou , minhas idéias, meu estilo de vida, meu jeito.. e quando passei a ter bastante consciência disso... foi a pior parte da minha vida, que afundei num profundo mar introspectivo, que me isolou mais e mais da convivência social, porque achava que assim estaria mais protegido das criticas e reprovações daqueles que não me aceitariam jamais...Por que tanto medo de gritar, de sentir, de dizer o que penso sempre, de mostrar o que sinto?Por que tanto receio de quebrar esse vidro que separa meu mundo do mundo externo?
Durante 20 anos vi um mundo passar diante dos meus olhos, e nesses vinte anos, foi a única coisa que fiz: observar, passivamente, tudo ao meu redor... não tive grandes erros, não corri grandes riscos.. mas pelo mesmo motivo, nunca conseguir ir muito longe... e os sonhos, os grandes sonhos da minha vida continuaram lá no mundo abstrato das idéias.Definitivamente, basta.Meus próximos vinte anos não podem ser como esse 20 primeiros.. não há mais como...
Eu , que sempre amei mais que tudo na vida a liberdade, minha vontade de voar e procurar territórios desconhecidos , de absorver mundos inteiros, de sentir as nuances do cheiro , do clima, da pureza do ar...eu, que sempre em meus sonhos tinha grandes asas que me levavam pra onde quer que eu quisesse, não aprendi a voar...Sempre tive medo de tentar e cair do precipício ... sempre tive enorme receio de voar longe d+ e esquecer o caminho de casa.. e por isso , por anos e anos seguidos eu podava minhas asas, para que não tivesse nenhuma condição de alçar vôos longos e altos...Dessa forma.. minha vida se tornou tudo aquilo que sempre detestei:uma prisão...1 ap morando num andar alto,1cidade que já moro há 20 anos, uma faculdade que consome todo meu tempo.. mas principalmente.. eu mesmo,inerte a tudo que me prende..com todos meus medos, eu criei essa prisão ..e então. sou o único que pode me libertar dela... só preciso encontrar a chave, e depois, jogá-la fora.